A JÓIA DA COROA!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

REAPARECE HOMEM DESAPARECIDO.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No dia em que desapareceu do lar, o homem, que poderá ter Alzheimer, levantou a reforma e foi a Badajoz.

Um homem de 63 anos, utente de um lar de Elvas, no distrito de Portalegre, que estava desaparecido há uma semana, foi deixado no domingo, por uma mulher, no hospital da cidade, informou hoje a PSP.

Fonte policial explicou à agência Lusa que o homem, que aparentemente sofre da doença de Alzheimer, foi encaminhado por uma mulher para o Hospital de Santa Luzia, em Elvas, com “problemas de saúde”, no domingo, cerca das 20h00.

A polícia disse desconhecer, ainda, se a mulher tinha algum relacionamento familiar com o idoso, dado como desaparecido no dia 20 deste mês.

Segundo a fonte da PSP, o homem, no dia em que desapareceu do lar, “recebeu a reforma, levantou o dinheiro, apanhou um táxi em Elvas e foi para a vizinha cidade espanhola Badajoz”.

O homem já regressou, entretanto, ao lar de idosos Júlio Alcântara Botelho, em Elvas, de acordo com a polícia.

A PSP continua a investigar o caso.

FONTE: Público.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

FORTE DA GRAÇA – A RECUPERAÇÃO!

http://www.rtp.pt/play/p1754/e202407/portugal-em-direto

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

COMEÇA A SER PREOCUPANTE.

insegurançaA onda de assaltos na cidade de Elvas, começa a ser preocupante.

Uma cidade como a nossa que se caracteriza pela sua pacatez e cordialidade entre todos os seus habitantes começa a ser invadida por um sem fim de crimes que põe em risco a sobrevivência do próprio comércio local em tempos de crise como também da segurança dos próprios moradores.

Há quem se queixe da falta de policiamento de proximidade, há quem o justifique com a falta de meios para tal e há também quem defenda a videovigilância de certas artérias da cidade para por termo a este ambiente de insegurança que se tem vivido ultimamente na cidade.

Realmente algo tem que ser feito porque começa a ficar sem controlo esta onda de criminalidade.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

ESAE

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

VERGONHOSO EM ELVAS!

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

CORTES NO MUNICÍPIO.

cortaorcamento_0A Câmara de Elvas não foge à crise que se vive, atualmente, em todo o país. Por isso, e segundo o presidente da autarquia, Nuno Mocinha, as associações do concelho viram os seus apoios reduzidos este ano.

“Nós temos um concelho que é muito dinâmico e as associações têm um papel muito importante dentro desse dinamismo e, se fazem uma ação gostavam de fazer duas; e nem sempre se pode financiar essas ações”, começa por explicar Mocinha. “Nós temos que ter alguma ponderação e esse diálogo tem vindo a ser feito com as associações; depois temos que compreender que a câmara também não foge aquilo que é a crise se está a passar em Portugal e no concelho de Elvas”, justifica.

“Se a própria dinâmica da associação conseguir financiar todas as ações, tudo muito bem; caso contrário (as associações) têm de fazer um rateio, porque o executivo municipal tem de fazer as suas opções, tendo em conta os fundos disponíveis”, acrescenta o autarca.

Estas justificações, por parte de Mocinha, surgem à margem do almoço do proprietário, que decorreu esta tarde, em Vila Boim, organizado pela Associação de Caçadores e Pescadores. Para o presidente da Câmara, neste momento, mais que as festas das associações, é importante criar “condições para que possa haver algum investimento no sentido de dinamizar a economia local”.

Segundo o presidente da Associação de Caçadores e Pescadores, António Rocha, “eram esperadas mais pessoas” neste almoço. Estiveram presentes cerca de 200 pessoas, a quem Nuno Mocinha justificou a redução dos apoios às associações do concelho.

FONTE:radioelvas

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

POR ELVAS E PELOS ELVENSES!

10987431_457714681046548_2661384977656200304_o

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

BOMBEIRO OMBRO AMIGO

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

AMPLIAÇÃO DO TERMINAL DE ELVAS.

ElvasA Câmara Municipal de Elvas e a Transitex, Trânsitos de Extremadura SA, assinaram na manhã desta terça-feira 3, um protocolo de acordo com vista a melhorar a plataforma logística existente na Estação de Comboios de Elvas.
O protocolo pressupõe, por parte do Município de Elvas, a beneficiação do troço da estrada municipal, que se situa entre o largo da entrada principal da Estação de Comboios até à passagem de nível, enquanto que a empresa se propõe a ampliar e beneficiar o terminal já em funcionamento neste mesmo local, prevendo-se a conclusão do mesmo em junho próximo.
Nuno Mocinha, presidente da Câmara Municipal de Elvas explica que o documento “estabelece uma parceria entre estas duas entidades, que aquilo que pretendem é reforçar esta componente da logística em Elvas”.
O autarca destacou ainda a existência do terminal há dez anos e que, “felizmente, tem vindo a crescer em volume de atividade e é chegado o momento em que é necessário, por um lado, aumentar a capacidade do terminal para movimento de carga, mas também é necessário criar um entreposto aduaneiro, para que de alguma forma torne mais competitivo aquilo que é a movimentação das mercadorias”.
Assim sendo, para Nuno Mocinha este é um “momento importante para Elvas e também para toda a região do Alentejo e Extremadura”, acrescentando que a cidade tem vindo, “a pouco e pouco, a afirmar-se como uma localização logística, que vem fazer justiça àquilo que é a sua localização, no principal eixo entre Lisboa e Madrid”, desejando que “esta obra se inicie quanto antes, que dê os seus frutos e que possa beneficiar toda a economia local”.
Um investimento de cerca de um milhão de euros, que para o presidente da Câmara, é “substancial naquilo que é a ampliação do terminal. Por outro lado, aquilo que se vai dar é a extensão do terminal numa perspetiva longitudinal, que vai permitir fazer comboios de maior extensão, até àquilo que é o limite da tração em termos do comboio. Mas no fundo vai rentabilizar aquilo que é toda a operação logística feita naquele espaço, além do entreposto aduaneiro e do tratamento da mercadoria”.
Nuno Mocinha afirmou ainda que o que “gostaríamos é que viéssemos a ter no futuro a possibilidade de fazer consolidação e desconsolidação de carga, que era poder juntar, para quem não tenha contentores, poder juntar mercadoria de várias origens para o poder ter”, acrescentando que com estes projetos se pretende “estreitar o território, ou seja, torna-nos mais próximos dos portos, porque como calculam o custo é sensivelmente ¼ do que seria um camião a ir daqui para Lisboa”, fazendo de Elvas uma “localização logística importante”.
O autarca sublinhou ainda que estes “projetos têm contribuído para outros projetos e está a ser desenvolvido neste momento, também para a zona do caia, a possibilidade de virmos a integrar os corredores de longo curso”, um caminho que estão a percorrer.
Fernando Lima, da Transitex, agradeceu ao M;unicípio “o facto de estarmos aqui e toda a colaboração que a Câmara sempre tem prestado neste projeto que temos em Elvas”, referindo que é um terminal com dez anos, e que “já passaram por lá 150 mil contentores, o que representa mais de metade de todas as exportações que saem da Extremadura espanhola por via marítima”, exemplificou.
Para o empresário o “Terminal de Elvas afirmou-se como sendo a melhor porta de saída para as exportações desta região e nós queremos continuar a potenciar essa localização. Por isso vamos apostar nesta plataforma e queremos aumentar o número de cargas que passam pela plataforma de Elvas e vamos continuar a tentar atrair empresas portuguesas”, acrescentando que “com as novas valências que o terminal vai ter, e demos entrada na alfândega portuguesa do pedido para transformar num entreposto aduaneiro, vamos conseguir trazer mais vantagens para as empresas portuguesas”.
O objetivo, de acordo com Fernando Lima é “continuar a crescer e a criar aqui postos de trabalho, temos neste momento 50 camiões que antes não existiam, que têm agora aqui a sua base”, com a ampliação ficam com “um total de 12 mil metros de parque, mais contentores, uma área maior a trabalhar, precisamos de construir um armazém, que vai permitir receber mercadorias que serão depois transferidas para dentro de contentores, e isso representa mais movimento no terminal”, concluindo que será um “crescimento há medida das necessidades”, como tem acontecido até agora.

CME

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário